Valério Romão

Escritor | Portugal

Valério Romão nasceu no ano da Revolução. Foi três vezes seleccionado no concurso nacional Jovens criadores (2000, 2001, 2002), duas em prosa, uma em poesia. Foi o representante português da área de literatura na Bienal de Jovens Criadores da Europa e do Mediterrâneo, em 2001, na Bósnia-Herzegovina. Na Faculdade cursou Filosofia, área em que se licenciou. Tem escrito contos (o relojoeiro contorcionista, revista Magma; Facas na Cidade, revista Construções Portuárias), peças de teatro (Octólogo, TUP; Posse, Trindade; A Mala, CCB/Boxnova), feito traduções (V. Woolf, S. Becket) e tem colaborado com diversos artistas nacionais em peças multidisciplinares (moments of being; Beatriz Cantinho e Ricardo Jacinto; Peça Veloz Corpo Volátil; Beatriz Cantinho) e publicou o seu segundo romance, O da Joana, com a chancela da abysmo, segundo volume da trilogia Paternidades Falhadas, sucedendo a Autismo, também da abysmo. No final de 2014, publicou A Mala, pela recém-fundada editora Guilhotina, e Da Família, livro de contos com o selo da Abysmo. Publicou dois contos na Granta Portugal, tendo um deles sido traduzido para a Granta Sueca.