Rui Cardoso Martins

Escritor | Portugal

Rui Cardoso Martins (Portalegre, 1967) escreveu os romances E Se Eu Gostasse Muito de Morrer (2006), publicado em várias línguas, Deixem Passar o Homem Invisível (Grande Prémio da Associação Portuguesa de Escritores — APE/DGLB, 2009), Se Fosse Fácil Era Para os Outros e O Osso da Borboleta. Repórter internacional e cronista na fundação do público, com dois prémios Gazeta. Fundador de Produções Fictícias, é co-autor, entre outros programas, de «Herman Enciclopédia» e «Contra-Informação». No cinema escreveu os argumentos de «Zona J» e do último filme de Fernando Lopes, «Em Câmara Lenta». Tem contos em diversas publicações nacionais e internacionais.